Tendências do trabalho remoto: números e insights para a sua empresa

Sem categoria

Neste texto, vamos falar de tendências do trabalho remoto — todos embasados em estudos e experiências de algumas das maiores e mais respeitadas empresas e universidades do mundo.

Tendências do trabalho remoto: crescimento no mundo

O relatório Estatísticas de Trabalho Remoto para 2019, da FlexJobs, mostrou que entre 2016 e 2017 o trabalho remoto cresceu 7,9%. Além disso, o estudo apontou que nos últimos cinco anos a força de trabalho remota aumentou 44%; nos últimos 10 anos, 91%; e nos últimos 12 anos, 159%. Isso mostra uma grande crescente do trabalho remoto.

Bem-estar no trabalho

Em 2016, Phyllis Moen e Erin L. Kelly (da Universidade de Minnesota e do MIT, respectivamente) estudaram colaboradores de empresas da Fortune 500 e fizeram testes com algumas equipes que estavam vivendo experiências de trabalho remoto e horário flexível.

O grupo remoto estudado apontou “níveis mais altos de satisfação no trabalho e níveis reduzidos de burnout e estresse psicológico” do que os funcionários não remotos. Esses profissionais da pesquisa também puderam reduzir o número de reuniões, o que aumentou a produtividade e ajudou no equilíbrio entre trabalho e vida pessoal.

“Os trabalhadores de hoje são bombardeados por conselhos sobre como conciliar trabalho e a vida familiar. Nosso estudo deixa claro que as iniciativas organizacionais, incluindo programas que promovem maior flexibilidade e controle para os trabalhadores, bem como maior apoio do supervisor, são necessárias. ” Phyllis Moen, da Universidade de Minnesota

Mais engajamento

Segundo o relatório Gallup State of the American Workplace, os níveis de engajamento para trabalhadores remotos cresceram. A pesquisa da Gallup apontou que os colaboradores remotos são um pouco mais engajados (32%) do que os profissionais que atuam nos escritórios tradicionais (28%).

Além disso, o estudo mostrou que a maioria das pessoas que trabalham remotamente têm um senso de pertencimento mais forte em relação às equipes que atuam na sede da empresa. O sentimento por parte das equipes a distância é de que suas “opiniões parecem contar”, ainda que a comunicação seja feita somente pela internet.

Férias dos trabalhadores remotos

Segundo o estudo State of Remote Work de 2019, da Buffer, 32% dos profissionais remotos contam com férias ilimitadas. Apesar disso, a maior parte deles tira entre duas e quatro semanas de férias no decorrer de um ano. É provável que isso tem a ver com a flexibilidade que existe em uma rotina remota.

Quando as pessoas têm mais liberdade e controle sobre seus horários, elas ficam menos estressadas e não sentem tanta necessidade de férias como se trabalhassem no escritório tradicional. Isso é de fato mais uma das tendências do trabalho remoto.

 tendências do trabalho remoto


Mais produtividade

Um estudo da universidade Stanford de 2012 apontou que a flexibilidade do trabalho remoto pode ser essencial para aumentar a produtividade.

O professor Nick Bloom, do departamento de economia de Stanford, estudou o desempenho de equipes da CTrip.com, uma companhia com sede em Xangai, avaliada em bilhões de dólares.

Bloom e seus colegas compararam a eficiência das pessoas que trabalhavam remotamente quatro dias por semana em relação às equipes que atuavam no escritório convencional. A pesquisa apontou que a transição para o universo remoto aumentou a produtividade dos profissionais em 13%.

Os pesquisadores disseram que esse aumento da produtividade se deu por duas questões: pausas mais curtas (9%); ambiente de trabalho menos perturbador (4%).

Além disso, as equipes ficaram mais tempo na empresa e destacaram um nível mais alto de felicidade em relação aos seus colegas que não trabalhavam remotamente.

Mais foco

Uma equipe de pesquisadores apontou que o ambiente de trabalho afeta a concentração dos colaboradores. De 2008 a 2014, por exemplo, o número de profissionais que disseram não conseguir se concentrar em sua mesa aumentou 16%.

Ao mesmo tempo, o número de equipes que não consegue ter acesso a locais silenciosos para focar nas suas atividades cresceu em 13%.

Além disso, o número de profissionais que estão mais preocupados com sua privacidade no ambiente de trabalho cresceu 74% em dez anos.

O que achou dessas tendências do trabalho remoto? Na sua empresa, é possível trabalhar de maneira remota ou essa é uma realidade ainda muito distante? Deixe seu comentário.

Facebook Comments
  • Share on:
Previous
Como a pandemia afetou o equilíbrio entre vida pessoal e profissional