espaço de coworking

Melhores maneiras de aproveitar um espaço de coworking ao máximo

coworkingNetworking

Mesmo com o crescimento exponencial de escritórios compartilhados no mundo inteiro, alguns profissionais e empresas ainda ficam na dúvida se esse modelo de trabalho se encaixa na sua rotina. Muitas pessoas ainda não conhecem os inúmeros benefícios de estar em um espaço de coworking. Outras não sabem como eles funcionam.

Como já contamos neste texto, o escritório compartilhado é cuidadosamente pensado para permitir um ambiente produtivo e colaborativo. Por meio de um ambiente dinâmico, que é criado sem restrições corporativas, o coworking atende às demandas de organizações e pessoas de acordo com suas necessidades.

Contudo, muitos profissionais ainda ficam na dúvida entre um local compartilhado e um escritório convencional. Por isso, para ajudar nessa decisão, selecionamos as melhores maneiras de aproveitar um espaço de coworking ao máximo. Continue lendo!

Explore as (várias) opções no mercado antes de escolher o seu coworking

Quem já trabalhou em mais de um espaço de coworking pode dizer que cada um tem um estilo. Com o mercado crescente, cada vez mais locais com diferentes atmosferas surgem todo ano. Isso vai desde a organização física, até a decoração e até mesmo o estilo de socialização. Logo, por que se ater a uma única impressão?

Antes de decidir se trabalhar em um escritório compartilhado é para sua empresa ou não, experimente as várias opções de espaços que existem por aí. Elas vão desde escritórios com um estilo corporativo tradicional até espaços com jardins e redes. Assim você pode encontrar aquele que combina com você e seu ritmo de trabalho.

Na plataforma do BeerOrCoffee existem mais de 900 espaços espalhados por todas as regiões do Brasil e na cidade de Lisboa, em Portugal.

Engaje com a comunidade

Uma das grandes vantagens do espaço de coworking é ter outros profissionais e empresas ao seu redor. Essa interação vai gerar oportunidades de negócios e novos parceiros. Mas nada disso pode acontecer a menos que você saia da sua zona de conforto e se comunique com aqueles ao redor.

Muitos escritório compartilhados têm uma agenda de eventos para membros e alguns para o público aberto. Aproveite esses momentos para fazer networking, trocar experiências e conhecer pessoas de outras áreas e nichos. Um coworking investe em criar situações para que os membros da comunidade possam aproveitar ao máximo aquela experiência — aproveite!

Socialize

Não é só de networking que se vive! Um benefício do modelo de trabalho remoto, principalmente em coworkings, é encontrar oportunidades de equilíbrio entre vida profissional e pessoal. E esse pode ser o ambiente ideal para encontrar um novo amigo. Pode ser um colega de corrida, fã da mesma série que você gosta ou alguém que compartilha os mesmos hobbies.

Happy hours acontecem regularmente em vários coworkings, então quando for checar as datas para eventos profissionais e workshops, não esqueça de conferir a agenda para clubes e encontros sociais.

Seja proativo e organize algo para a comunidade

Ser o organizador de um evento ou workshop no espaço de coworking é um ótimo jeito de se apresentar para a comunidade e, também, apresentar sua empresa e serviços. Converse com o Community Manager do local sobre quais tipos de empresas e profissionais são residentes e/ou costumam frequentar o escritório e pense em como sua expertise pode adicionar valor para os colegas coworkers.

espaço de coworking

Tenha uma rotina

Onde quer que esteja, ter um rotina é essencial para a sua produtividade. E em um coworking isso não será diferente. Crie rotinas no dia a dia de trabalho para ajudar a manter o foco.

Uma forma de fazer isso é marcando horários para tarefas que você usaria para procrastinar (como levantar para pegar um café e de lá puxar uma conversa e outra). Ao invés disso, marque no seu calendário horários para pegar café, esticar as pernas e se alongar. Assim você evita momentos de procrastinação durante tarefas que exigem mais foco.

Outra dica é agendar descansos entre sessões de foco intenso (que são extremamente importantes!) e horários para responder e-mails e mensagens, evitando que você fique sempre se distraindo com notificações de novas mensagens.

Explore o espaço

Alguns espaços de coworking têm várias opções além da tradicional mesa de escritório com cadeira de rodinhas. Experimente trabalhar em outras mesas, assentar-se em poltronas, balcões e quantos outros ambientes o espaço te oferecer.

Dessa forma, talvez você encontre um que se sinta mais confortável e motivado para trabalhar do que imaginava. Essa quebra do mesmo ambiente todos os dias ajuda a sair da mesmice e manter seu cérebro curioso e ativo graças às mudanças.

Conheça o Community Manager

Para muitas das dicas aqui, talvez essa seja a mais importante para aproveitar o espaço de coworking que você está. O Community Manager conhece o local como ninguém.

Ele pode ser a pessoa certa para te apresentar a outros profissionais ou lembrar de você na hora de indicar pessoas para projetos e trabalhos. Além disso, ajudará a resolver qualquer problema e tirar dúvidas sobre o lugar, dar dicas sobre os arredores e sobre o espaço.

Você também pode procurar o Community Manager para dar qualquer feedback sobre a convivência, pedir ajuda, perguntar sobre eventos e workshops e outros assuntos relacionados ao dia a dia do espaço de coworking.

espaço de coworking

Evite as distrações e invista em um bom fone de ouvido

Como muitos espaços são organizados como plano aberto (ou seja, eles criam grandes espaços coletivos ao invés de várias pequenas salas) em alguns momentos do dia os ruídos, conversas e barulhos podem ser distrativos e atrapalharem suas sessões de foco.

Nessas horas, ter uma boa playlist de concentração e um bom fone de ouvido pode salvar o seu dia. Todo espaço de coworking tem seus dias e horas mais ou menos agitados. À medida que você for frequentando o seu espaço, vai começar a perceber esses padrões, principalmente as horas do dia, e pode usar essa informação na hora de organizar a sua rotina.

Conclusão

Espaços de coworking com certeza oferecem novas dinâmicas, tanto profissionais quanto sociais. Você tem novas oportunidades e experiências que o modelo de escritório tradicional não consegue oferecer. Mas mesmo com tantas diferenças, não se pode esquecer que algumas regras básicas de convivência e interação são universais:

  • Respeitar o espaço do outro;
  • Cuidar do ambiente coletivo;
  • Manter boas maneiras de convivência;
  • Respeitar às regras de cada ambiente.

Com essas regrinhas em mente, sua experiência trabalhando em um escritório compartilhado só vai melhorando!

Ficou curioso para saber mais sobre a experiência de trabalhar em um coworking? Baixe aqui nosso e-book gratuito e saiba de tudo que precisa para migrar para esse novo modelo de trabalho.

Bruna Miranda é criadora e estrategista de conteúdo, tradutora, podcaster, e está sempre atrás de um projeto novo. Trabalha como freelancer desde 2015 e já evitou várias reuniões que poderiam ter sido um e-mail. 

6 ideias de trabalho flexível para ajudar funcionários a terem mais equilíbrio na vida profissional e pessoal

CarreiraTrabalho remoto

Sem dúvidas o mercado de trabalho tem se movimentado em direção a uma ética profissional mais forte. Além de uma rotina mais produtiva e um impreterível equilíbrio entre vida profissional e pessoal.

Em um estudo feito na rede Regus “metade das empresas que oferecem condições flexíveis de trabalho relatou que suas equipes têm um equilíbrio mais saudável entre vida particular e trabalho, o que as deixa mais satisfeitas e motivadas”.

Abaixo, 5 ideias de trabalho flexível para ajudar funcionários a terem mais equilíbrio entre a vida profissional e pessoal:

1. Oferecer horários flexíveis

Não é à toa que se chama “trabalho flexível”. O mercado de trabalho ainda opera no intocável “horário comercial”. Porém, vemos que a rotina de muitos funcionários tem se estendido além desse horário. E isso causa mais malefícios — como exaustão física e mental, propensão a erros, insatisfação — do que os benefícios que deveria. Não se atinge maior produção e conversão em rendimento para a empresa, como muitos imaginam.

Ao oferecer horários flexíveis, que podem ser personalizados a cada cargo ou pré-definidos em “turnos”, a empresa demonstra um maior respeito com as diferentes rotinas de seus funcionários. E também se inclina a aproveitar o rendimento de cada um. Isso porque algumas pessoas trabalham e produzem melhor em diferentes períodos do dia.

Além disso, a flexibilidade de trabalho abre as portas para novas possibilidades de funcionários. Por exemplo, mães e pais solteiros que podem precisar dessas condições para conciliar a sua rotina profissional e de sua família.

2. Ser um exemplo de profissional equilibrado

A busca pelo equilíbrio pode ser vista como algo que os millenials trouxeram para o mercado de trabalho. Mas é importante que tanto novos funcionários como gerentes e profissionais em cargos sênior estejam engajados nesse objetivo. Como é possível estimular funcionários a alcançarem esse equilíbrio enquanto o gerente da equipe trabalha mais de 50 horas por semana? E se ele quer tratar de assuntos da empresa nos fins de semana e feriados?

Pessoas nos cargos de poder devem dar o exemplo para outros colegas de trabalho manterem suas rotinas mais equilibradas. Isso porque os colaboradores sentem que precisam acompanhar o ritmo do líder da equipe. Além disso, podem se sentir desestimulados a evoluir na empresa ao verem as futuras condições de trabalho.

vida profissional e pessoal

3. Estimular eventos sociais e interações fora do trabalho

O equilíbrio entre profissional e pessoal não está somente em deixar os problemas “do trabalho no trabalho” e os “de casa em casa”. É um processo que busca aliviar as tensões nas duas áreas. Logo, ter interações sociais no ambiente de trabalho que vão além de eventos obrigatórios pode ser uma grande ajuda.

Eventos sociais podem existir dentro ou fora do escritório. Contudo, desde que sejam focados em ser um espaço livre de estresse e que existam para estimular a interação. É comum que funcionários se sintam obrigados a participar ou não de certos eventos para “manter as aparências” com chefes ou colegas. Esse tipo de situação acaba gerando mais estresse do que alívio. Portanto, as pessoas devem ir porque querem, porque é um momento divertido e leve.

Exemplos de tais eventos podem ser aniversários coletivos no fim do mês, um dia de pizza, uma saída para almoço ou jantar. Existem diversas oportunidades de aliviar as tensões que o ambiente do escritório pode oferecer.

4. Ter iniciativas de cuidado pessoal no trabalho

Um dos propósitos dessa busca por equilíbrio nas duas grandes áreas da vida é, em grande parte, ter uma vida mais saudável física e mentalmente. Empresas podem criar oportunidades e espaços para que seus funcionários possam trabalhar diretamente com sua saúde.

Existem diversas formas que as organizações podem ajudar nessa mudança. Abrir espaços zen e academias nos próprios escritórios ou prédios, manter parcerias com academias e/ou estúdios de yoga da região, oferecer um plano de saúde que cubra tratamento psicológico e terapêutico etc. Isso traz o equilíbrio entre corpo e mente necessário para manter, também, o balanço entre vida profissional e pessoal.

Algumas maneiras mais simples ainda de contribuir são fornecer lanches saudáveis e frutas nas cozinhas, café descafeinado, estimular a conversa sobre benefícios de uma rotina saudável. Apesar dessas alterações parecerem um “gasto desnecessário” por algumas pessoas, muitas pesquisas indicaram que investir no bem estar físico e mental dos funcionários realmente traz uma conversão de satisfação e produtividade significativa.

vida profissional e pessoal

5. Incentivar dias de folga e descanso

Um bom funcionário ou um profissional exemplar não é aquele que dedica cada minuto do seu dia ao trabalho, muito menos aquele que está sempre no escritório. Parte do processo de encontrar esse equilíbrio é estimular que folgas e dias de descanso sejam feitos regularmente.

Depois do caso de uma funcionária que tirou um dia para cuidar da sua saúde mental e teve a resposta perfeita do seu chefe, criou-se uma grande discussão sobre a importância de reconhecer esses momentos e ser transparentes sobre eles. Essa maturidade emocional é uma das habilidades mais importantes que profissionais devem ter nos próximos anos.

6. Oferecer a opção de trabalho remoto

vida profissional e pessoal

Ao lado do trabalho flexível está o conceito de trabalho remoto. Esse vem sendo estimulado pelo crescimento dos coworkings em diversas cidades e países. Oferecer a opção de trabalho remoto para seus funcionários traz benefícios como:

  • Estímulo de confiança e respeito com o funcionário;
  • Aumento da qualidade de vida do funcionário (que fica livre de estresses causados pelo deslocamento para o local de trabalho);
  • O funcionário ganha mais tempo na sua rotina que antes era usado com o deslocamento;
  • Estímulo de desenvolver responsabilidade e organização pessoal do funcionário;
  • Economia de gastos com escritório;
  • Abertura para funcionários terem novas experiências e fazerem mais networking em ambientes como coworkings e espaços de nicho.

Com base nos estudos feitos sobre os benefícios do trabalho remoto em espaços de coworking essa mudança do local de trabalho aumenta a moral da equipe, diminui a probabilidade de rotatividade da equipe e muitos funcionários que já são adeptos a essa nova jornada de trabalho dizem se sentirem mais produtivos e propensos a entregarem resultados melhores. Assim, possuem maiores chances de atingirem um maior equilíbrio entre vida profissional e pessoal.

Que tal ter uma primeira experiência de trabalho remoto com sua equipe? Faça o teste grátis e aproveite as vantagens de um espaço de coworking para sua empresa.

Bruna Miranda é criadora e estrategista de conteúdo, tradutora, podcaster, e está sempre atrás de um projeto novo. Trabalha como freelancer desde 2015 e já evitou várias reuniões que poderiam ter sido um e-mail.