fazer home office

Pesquisa de Harvard: trabalhar de outros lugares é melhor do que fazer home office

CarreiraCoworking Profissões

Que fazer home office deixou de ser uma tendência e se tornou uma realidade já não existem mais dúvidas. E quem trabalha ou já experimentou o trabalho em casa sabe o quanto ele se torna mais produtivo. Isso acontece, em especial, por causa da maior flexibilidade e qualidade de vida. Mas o que acontece quando você pode trabalhar em qualquer lugar?

Um artigo, publicado em agosto deste ano pelo Harvard Business Review (que teve como base um estudo dos pesquisadores Prithwiraj (Raj) Choudhury, Cirrus Foroughi e Barbara Larson), demonstrou que trabalhar de qualquer lugar do mundo, desde que tenha uma conexão com a internet, é ainda mais produtivo do que fazer home office.

A pesquisa dos especialistas da Harvard Business School foi realizada com colaboradores do Escritório de Patentes e Comércio dos Estados Unidos. É sobre as descobertas feitas por eles que vamos falar nesse post. Então, continue lendo!

Trabalhar de qualquer lugar é mais produtivo do que fazer home office

fazer home office

A pesquisa de Harvard trouxe à tona descobertas interessantes sobre os efeitos de se trabalhar em qualquer lugar. Ela demonstrou que os resultados são ainda melhores do que fazer home office. Por exemplo, os trabalhadores que participaram do estudo tiveram um aumento de 4,4% na sua produtividade depois que mudaram a rotina.

Uma das questões mais relevantes sobre fazer home office está no fato de que o profissional pode se isolar. Assim, acaba perdendo a oportunidade de conviver e trocar experiências com colegas. Trabalhar de qualquer lugar promove exatamente o efeito contrário. Estando próximo de pessoas com funções semelhantes a troca de aprendizados passa a acontecer.

Isso é muito comum em locais de coworking. São espaços que misturam profissionais de diversas empresas, além de pessoas vindas de vários locais do mundo e que desempenham funções variadas.

Empresas e freelancers só têm a ganhar com a descoberta

Os pesquisadores sugeriram que profissionais menos experientes precisam conviver, mesmo que só por algum tempo, com outros colaboradores que já estão na função a mais tempo. Em algumas organizações é possível fazer isso internamente. Porém, há casos em que é mais eficiente colocar esse profissional para ganhar experiência em outros locais.

Além disso, existem outros benefícios em trabalhar de qualquer lugar em vez de fazer home office. Veja alguns deles nos tópicos a seguir:

1. Maior produtividade

Já mencionamos essa vantagem, mas vale a pena reforçar. O aumento dos resultados no trabalho vem do fato de que profissional não se envolve com as questões domésticas. Além disso, pode escolher locais próximos à sua casa, onde não precise, por exemplo, perder tempo no trânsito para chegar.

E por falar em trânsito, se você não está dirigindo, o seu tempo de deslocamento dentro do avião, Uber ou transporte público, por exemplo, também pode ser aproveitado para o trabalho.

fazer home office

2. Mais foco e criatividade

Sair da rotina torna o cérebro mais atento e ativo, pois ele está buscando soluções para situações ainda não vividas. Além disso, se você optar por trabalhar em locais com uma decoração aconchegante e inspiradora, certamente o seu nível foco e criatividade aumentará muito.

Normalmente, os espaços de coworking são planejados exatamente para oferecer toda a inspiração que você precisa. Neste e-book sobre coworking, tem tudo o que você precisa saber sobre como esses locais funcionam.

3. Expansão do repertório cultural

Imagine só viajar o mundo todo, trabalhando cada semana, ou até mesmo dia, em uma cidade diferente? E conhecendo várias coisas novas? Claro que o seu repertório se tornará muito mais amplo do que o das pessoas que só viajam nas férias, por exemplo.

Mas nem sempre é possível viajar o tempo todo. Porém, trabalhando em locais fora de casa você terá mais contato com outras pessoas, que têm ideias e experiências diferentes das suas. Assim, poderão agregar muito ao seu repertório cultural.

4. Flexibilidade de horários

Embora a disciplina seja um fator determinante para o foco e para a produtividade, a flexibilidade de horários e locais amplia a sua capacidade de entregas. 

Por exemplo, aquele trabalho cujo cliente tem urgência. Ele até vai pagar mais por isso, mas você precisa entregar na manhã do dia seguinte. Para o fazer você precisará virar a noite, em casa a sua cama é um convite. A solução: buscar um outro local para trabalhar capaz de espantar o sono.

5. Ampliação do networking

E, claro, o networking não poderia ficar de fora dessa lista de vantagens. Afinal, trabalhando em locais diversificados, você conhecerá pessoas novas, que trarão diversas oportunidades de negócio. Isso sem contar a troca de experiências e conhecimento que esses encontros possibilitam.

fazer home office

Opções para experimentar trabalhar em qualquer lugar

Agora que você viu que até Havard já conhece os benefícios de trabalhar em qualquer lugar, chegou a hora de pensar em alguns locais interessantes para isso. E como já recomendamos em outros pontos do post, os coworkings são excelentes opções.

Eles oferecem vantagens como ter uma sala privada, além de toda a infraestrutura necessária para você trabalhar focado. Além disso, existem diversos espaços de coworking em uma mesma cidade. Como São Paulo, que permite a você variar todos os dias, se quiser.

Claro que você pode experimentar outros locais, como parques, clubes, cafés, praias etc. Porém, não esqueça de prestar atenção em alguns detalhes como a disponibilidade de conexão com a internet, pois o 3G não funciona tão bem quanto uma fibra ótica. E, principalmente, na sua segurança. Afinal, nem sempre é uma boa ideia ficar dando sopa em locais públicos com o seu notebook, certo?

Spaces Coworking Berrini

A pesquisa de Havard demonstrou que fazer home office foi só o começo do futuro do trabalho. Afinal, tanto para empresas quanto para profissionais autônomos, mais liberdade na realização de suas funções é sinônimo de aumento na produtividade, além de melhores resultados qualitativos.

E agora que você já sabe que exitem outras opções para melhorar o seu desempenho e da sua equipe além de fazer home office, que tal marcar um teste gratuito para o seu time em dos mais de 800 espaços de coworking disponíveis em todo o Brasil?

Silvia Seco é publicitária, especializada em gestão de marketing digital e produção de conteúdo. Uma verdadeira apaixonada por criação, design, inovação, tecnologia e histórias bem contadas.

começar o próprio negócio

Mentiras que podem impedir você de começar o próprio negócio

Networking

Muitas coisas são ditas para te impedir de começar o próprio negócio. Não é mesmo? Um exemplo é que há algum tempo, não tão distante assim, alguns grupos tinham poucos direitos garantidos na sociedade. Dentre esses direitos, estava o de poder trabalhar fora – reservado para homens e pouquíssimas mulheres. Nesse cenário, muitas usavam o tempo que tinham livre para realizar atividades com as quais tinham afinidades, habilidades e expertises.

O que? Ficou confusa ou confuso do porquê estamos falando disso? Já explicamos: esse cenário pode ser uma inspiração para começar o próprio negócio.

Tempo, sonho, dedicação

Quando trouxemos o exemplo da falta de espaço para a mulher no mercado, definitivamente não pareceu nada motivador. O que de fato nos fez trazer esse assunto a tona, é a semelhança com o cenário atual. Em que muitos se sentem desmotivados por acreditarem não ter espaço no mercado. O que em muitos casos pode ser, de fato, limitador. Entendemos.

Porém, assim como muitas mulheres encontraram em suas habilidades manuais e intelectuais uma saída para o aprisionamento imposto pela sociedade da época, atualmente todos que buscam recolocação ou simplesmente novos significados para o mercado de trabalho, também precisam correr atrás e, com criatividade, colocar seu sonho em prática.

Se antes as mulheres não tinham direitos, agora homens e mulheres enfrentam a competitividade, a falta de experiência, preparo, qualificação. Tudo isso, aliado aos comentários desmotivadores de amigos, familiares e colegas do mercado, torna o processo para começar o próprio negócio cada vez mais distante.

Tenho tempo e dedicação, mas não tenho dinheiro!

Obviamente ter capital para dar os primeiros passos na abertura do próprio negócio é muito importante. Mas isso não pode ser fator de desistência. Começar por baixo não é um termo negativo, ao contrário, é uma chamada para a realidade. O começar por baixo pode vir de várias formas, conheça algumas que selecionamos para você:

  1. Alguém investindo no seu sonho. Pode ser alguém da família, amigos, agência bancária – mas lembre-se de planejar cada passo, para não entrar em dívidas infinitas.
  2. Realizando alguns trabalhos temporários. Desta  forma, você consegue guardar dinheiro para investir no seu verdadeiro sonho, sem entrar em dívidas.
  3. Vendendo objetos que não tenham tanta utilidade para você.

começar o próprio negócio

Estas são algumas formas de começar seu negócio levantando um investimento inicial. Entretanto, se sua ideia lhe permite dar os primeiros passos sem uma quantia significativa, não dê margem para o medo e a insegurança tomarem conta de você. Muitos negócios podem começar com o mínimo de recursos. Não é necessário, por exemplo, ter um sistema pronto e perfeito ou então um local próprio. Você pode antes fazer testes com recursos limitados, porém eficientes.

E se bater a insegurança?

O medo, na verdade deve ser encarado como um aliado, afinal ele te deixará atento aos possíveis perigos. Contudo ele não pode te paralisar. Siga determinado, ainda que passe por obstáculos complicados. E não ouse se deixar levar por comentários negativos, ninguém chega ao topo sem tropeçar, logo, ignore o negativismo alheio e siga em frente.

Mas eu não tenho tempo para colocar as ideias em prática!

Existem pesquisas que falam só sobre o tempo, ou melhor, a falta dele nos dias atuais. Se você viver para esperar o dia que sobrará tempo para realizar seus sonhos, temos uma notícia: esse dia nunca vai chegar.

Se falta de tempo é o mal do século, saber fazer a gestão das 24 horas do dia é a salvação. Nada como organizar suas horas, seus dias, seus meses e anos. Administrar é o primeiro passo para quem tem o sonho de começar o próprio negócio, que o primeiro passo então seja na administração do tempo.

Para os pais que ainda lidam com a responsabilidade de cuidar dos filhos em tempo integral, a dica é dar os primeiros passos envolvendo as crianças no processo. Será fácil? Definitivamente não, mas é aquela história, o primeiro passo precisa ser dado em algum momento, então que seja agora.

Agendar reuniões enquanto dos filhos estão na escola. Aproveitar os momentos em que eles estão dormindo,. Focar nos planejamentos durante a noite. assim aproveita o silêncio da casa para se dedicar. Outra opção é, em último caso, levar a filha ou o filho para o trabalho. Existem muitos coworkings kids friendly que podem te ajudar em momentos em que você não tem outra opção.

 começar o próprio negócio

Mas e se eu precisar de ajuda?

Tudo bem! É normal precisar de ajuda e super necessário recorrer à elas. Para  começar o próprio negócio você pode ter ajuda de uma sócia, por exemplo. Afaste-se de quem te puxa para baixo e comece um negócio com alguém que vá contribuir para a construção e crescimento da ideia.

Outra ajuda são os programas de aceleração e pré-aceleração que estão espalhados pelo Brasil. Eles auxiliam empreendedores à guinar os seus negócios, sejam eles em estágio inicial ou um pouco mais avançado. Eles darão orientação e, em alguns casos, também ajuda financeira.

Os coworkings também são ótimos lugares para você desenvolver seu negócio. Os membros dos coworkings estão dispostos a compartilhar. E eles podem te ajudar, e muito, no processo em que você está de começar o próprio negócio.

Além de escolher pessoas certas e locais que te incentivem, estude bastante. Leia sobre o assunto. Siga empreendedores que tenham a realidade parecida com a sua. Mantenha networking com pessoas que tenham a contribuir com o seu negócio (e contribua com elas também). E arrisque!

Acredita que é muito para você? Então vai a última dica:

Nosso cérebro é uma máquina. Envie para sua máquina o comando de que você é capaz, depois é só correr atrás. Sua consciência e criatividade estarão aptas a receberem o comando que você quiser.

Um bom passo é experimentar, por pelo menos um dia, trabalhar em um coworking. O BeerOrCoffee oferece a primeira reserva gratuita, por aqui.

Boa sorte e até a próxima! 🙂