Como fortalecer a comunidade do seu coworking?

coworking

Saber fortalecer a comunidade do coworking é fundamental para integrar, estimular e motivar clientes e parceiros do seu espaço. Assim, é possível conquistar melhores resultados no seu negócio. Confira como adotar essa estratégia!

Priscilla Du Preez / Unsplash

Os coworkings reúnem diferentes profissionais — autônomos ou ligados a empresas — em um ambiente colaborativo. Nesse sentido, é importante saber como fortalecer a comunidade do coworking.

Isso significa criar conexões com os clientes e incentivar que eles desenvolvam relacionamentos entre si. Inclusive, esse pode ser o diferencial para manter o seu escritório flexível e se destacar no mercado.

Assim, há chances de conquistar melhores resultados. Porém, é comum surgirem dúvidas ao pensar sobre como fortalecer a comunidade no seu coworking. Se esse é o seu caso, não se preocupe! 

Preparamos um conteúdo com as principais dicas sobre o tema. Confira!

Por que fortalecer a comunidade do seu coworking?

Ao criar um coworking, é preciso ter uma estrutura completa, que ofereça todas as facilidades necessárias para os profissionais, certo?

Contudo, essa é apenas uma parcela do que precisa ser feito: a comunidade também deve ser forte. É preciso criar laços e conexões com os usuários.

Isso envolve uma série de aspectos. Por exemplo, é preciso atender a todos com qualidade, oferecer suporte e colaborar com o relacionamento entre os profissionais.

Afinal, eles estarão dividindo espaços. Logo, a construção de um networking, com interações positivas entre todos, ajuda a manter um ambiente mais atrativo.

Como resultado, ao ter uma comunidade fortalecida, o seu coworking aproveitará diversos benefícios. Por exemplo:

  • Mais avaliações positivas: clientes satisfeitos e que se sentem bem ao usar os seus espaços tendem a deixar avaliações cinco estrelas sobre o coworking;
  • Reservas constantes: um clima positivo tende a gerar indicações, atrair profissionais, incentivar o retorno de clientes e ampliar a procura pelos seus espaços;
  • Aumento do faturamento: como resultado dos benefícios anteriores, é possível ampliar os ganhos;
  • Crescimento do negócio: com mais recursos, surgem mais oportunidades para investir no desenvolvimento do coworking e fazê-lo crescer no mercado.
Helena Lopes / Unsplash

Como construir uma comunidade fortalecida?

Agora que você já sabe como uma comunidade fortalecida pode beneficiar o seu coworking, é hora de aprender como atingir esse objetivo.

Confira as principais dicas para fortalecer a comunidade do seu coworking!

Respeite e compreenda os indivíduos

Uma comunidade de coworking se baseia na coletividade e na colaboração. Porém, embora o trabalho seja focado em atender e integrar grupos, cada profissional tem necessidades específicas.

Por isso, é interessante buscar formas de conhecer melhor o perfil de cada cliente, o que eles procuram nos espaços e como atendê-lo da melhor maneira. 

Mesmo em espaços compartilhados, é possível que um profissional prefira manter uma privacidade maior durante o trabalho. 

Entender esses diferenciais ajudará a identificar o modo mais adequado de trabalhar a integração. Além disso, ao identificar as necessidades e o perfil de cada um, é mais fácil pensar em possíveis conexões.

Dessa forma, você poderá apresentar os clientes e promover a criação de laços profissionais — e até pessoais. Além de beneficiá-los, isso ajuda no fortalecimento da comunidade do seu coworking. 

Incentive a colaboração

Apesar do foco de um espaço de coworking ser a colaboração, é preciso ter em mente que existem diversas motivações para que os clientes busquem essa solução.

Por exemplo, muitos autônomos, freelancers e empresas procuram os escritórios compartilhados como alternativa para a redução de custos. 

Nesses casos, nem sempre eles estão prontos para focar a colaboração com os demais usuários. Contudo, se você quer ter uma verdadeira comunidade no coworking, precisa estimular a mudança nessa postura.

Para tanto, adote estratégias para educar e conscientizar todos os clientes sobre as boas práticas e a importância da colaboração. Esse incentivo pode ser o diferencial para alcançar bons resultados. 

Gere oportunidades

Outra dica para criar uma comunidade fortalecida é tentar gerar oportunidades para todos os clientes. Alguns profissionais são mais extrovertidos e têm facilidade em se integrar.

Outros são introvertidos. Com isso, enfrentam dificuldades para desenvolver laços e aproveitar os benefícios de fazer parte de uma comunidade.

Portanto, é interessante que o seu coworking tenha estratégias focadas em ajudar a trazer destaque para os diferentes usuários. 

Por exemplo, é possível criar espaços para debates ou palestras internas, trazendo os próprios clientes para compartilhar suas experiências e conhecimentos. 

Ter rodas informais de conversa, criar momentos diferenciados para tomar um café e conversar, manter um canal para interação online e outras medidas auxiliam nesse objetivo. 

Conecte-se com os coworkers

Também vale a pena buscar formas de se conectar com os coworkers do seu espaço. Os seus colaboradores precisam trabalhar formas de conversar e se aproximar dos clientes.

Em um primeiro momento, isso ajudará a identificar o perfil de cada um e as necessidades, e indicar as melhores soluções. Depois, a medida permitirá incentivar a integração entre eles, apresentando os profissionais.

Outra vantagem é que isso costuma auxiliar na obtenção de ideias sobre eventos e estratégias internas para o negócio. Isso tudo enquanto proporciona benefícios ao público. 

Por fim, a maior conexão com os profissionais que utilizam o seu espaço ajuda a ter um ambiente mais acolhedor e que promova, de fato, a colaboração.

Austin Distel / Unsplash

Faça um happy hour semanal

Uma ótima dica para integrar os clientes e ajudar a desenvolver o senso de comunidade que essa proximidade traz é fazer happy hours. 

O coworking pode promover um encontro semanal, por exemplo — vale também oferecer condições diferenciadas para estimular os clientes a levar mais profissionais ao espaço.

Em momentos voltados à descontração, as pessoas tendem a ter mais facilidade para conversar, trocar ideias e criar vínculos.

Além disso, essa é uma ótima oportunidade para que todos possam relaxar um pouco e se divertir. Como resultado, o coworking estará colaborando para o bem-estar dos clientes. 

Tenha um Community Manager

Você sabe o que é um Community Manager? O termo é traduzido como gerente de comunidade e atua como um líder de relacionamentos na empresa.

Desse modo, ele busca engajar os clientes e ajudar na construção de um relacionamento que fidelize os clientes e, ainda, torne-os defensores da marca.

Na prática, isso significa ter uma pessoa responsável por identificar pontos que podem ser trabalhados para fortalecer a comunidade. Ela também planeja e implementa estratégias. 

Ao ter um gerente focado em criar um ambiente harmonioso, agradável e que atenda às necessidades dos profissionais, há mais chances de entregar as soluções adequadas para o público.

Com essas dicas, você já sabe como fortalecer a comunidade do seu coworking. Agora, organize-se para colocá-las em prática e buscar melhores resultados no seu espaço!

Quer mais dicas para a gestão do seu coworking? Aproveite para ler nosso conteúdo com as principais dicas para lidar com comentários negativos e aprender com esses momentos!

Facebook Comments
Previous
Top fones de ouvido para trabalhar no coworking em 2022
Next
Respeito à diversidade no coworking: por que ter um escritório que aceite a todos