VIDA DE COWORKING

Tudo sobre espaços de trabalho como nova forma de vida

sentio hero

Trabalho remoto no BeerOrCoffee: como nos organizamos

Trabalho remoto

Muita pessoas nos perguntam como funciona o trabalho remoto no BeerOrCoffee. Para alguns, parece muito estranho ter uma equipe que fica, na grande maioria do tempo, em locais diferentes (e muitas vezes bem distantes). Temos colaboradores, os quais chamamos carinhosamente de nômades, espalhados por diversas cidades, estados e países. Como fazemos para nos organizar?

No início pode parecer um desafio. Mas com as ferramentas corretas, muita disciplina e determinação conseguimos fazer com que as coisas funcionem perfeitamente bem. Além disso, o carinho que cultivamos uns pelos outros também ajuda bastante. Quer saber quais são as nossas dicas de organização e produtividade para times remotos? Então continue lendo.

Utilizando as ferramentas certas

Empresas com equipes remotas utilizam, quase 100% do tempo, ferramentas online. E isso é fundamental para manter a organização, comunicação e processos alinhados. Cada negócio deve identificar quais são as suas necessidades, mas há alguns programas básicos que são úteis para todas as equipes remotas. No BeerOrCoffee utilizamos diversos programas e aplicativos. Abaixo, listaremos os principais deles:

Slack

trabalho remoto no BeerOrCoffee

O Slack é uma espécie de bate-papo para empresas. Mas é muito mais que isso. De acordo com o site da própria plataforma “no Slack, as equipes trabalham em canais, um local que centraliza o envio de mensagens, as ferramentas e os arquivos. Assim, todos economizam tempo e trabalham em equipe”. Podem haver diversos canais destinados a diversos propósitos.

Com o trabalho remoto no BeerOrCoffee, por exemplo, temos o canal geral dos Nômades, em que publicamos notícias e dados mais generalizados. Enquanto isso, cada time tem o seu canal específico, para organizar uma comunicação mais direta apenas com os integrantes da equipe. Além disso, há canais mais informais, como é o caso do #fitborcs em que postamos dicas de vida saudável e nos incentivamos a manter uma rotina de exercícios físicos, dieta equilibrada e mente sã.

Zoom

Chamadas de vídeo também são um ótimo recurso para a comunicação de equipes remotas. E o Zoom é a ferramenta que usamos para esse propósito. Isso porque ele nos permite realizar desde reuniões com apenas um de nossos colegas até chamadas com toda a equipe reunida. Com ele é possível compartilhar a tela do computador além de ativar e desativar a câmera e o microfone quando necessário.

Além disso, você tem a opção de gravar toda a chamada e salvá-la em seu computador, assim pode compartilhar com integrantes que não puderam participar da reunião ou ter todos os encontros salvos e arquivados.

Notion

Em uma grande empresa, com diversas equipes e áreas de desenvolvimento, pode ser fácil ficar perdido em meio a tantos projetos. Por isso, tanto presencialmente quanto de forma remota é necessário se organizar. Para facilitar a organização do trabalho remoto no BeerOrCoffee nós utilizamos o Notion. Uma plataforma de organização de projetos que permite a criação de diversas páginas dentro de um workspace para que toda a equipe possa acompanhá-los.

Por lá você pode criar listas, carregar arquivos, designar tarefas e conectar páginas à sua conta do Google Drive ou Airtable (vamos falar dele em instantes). É uma plataforma visualmente agradável, que permite gerenciar com facilidade todos os projetos de cada equipe entre o que deve ser feito, o que está em andamento e o que já foi finalizado.

trabalho remoto no BeerOrCoffee

Airtable

O Excel pode ser ótimo para criar gráficos e fazer análises matemáticas. Mas, para manter o controle de dados mais completos, o Airtable é ainda melhor. Por isso, utilizamos essa ferramenta em diversas áreas dentro do BeerOrCoffee. Além de a plataforma oferecer diversas funções e interfaces, é fácil criar, editar e compartilhar tabelas com informações importantes. É possível criar etiquetas, estabelecer datas e incluir arquivos e links.

Trello

Por último, mas definitivamente não menos importante, temos o Trello. Ele também é uma ferramenta de organização de tarefas, mas que funciona como uma “checklist” semanal daquilo que estamos fazendo ao longo dos dias. Ali, inserimos os projetos e designamos as tarefas aos responsáveis por cada uma delas, além de estabelecer os prazos e inserir comentários que considerarmos pertinentes.

Cada time tem o seu quadro no Trello e o mantém atualizado para saber o que deve ser feito, o que está em andamento e o que já foi concluído em cada semana.

Além de todas essas ferramentas, utilizamos, claro, todos os recursos do Google: e-mail, agenda, Drive etc. Compartilhamos arquivos e mantemos uma agenda atualizada para saber quando podemos marcar uma call e conversar. E sempre que precisamos, chamamos uns aos outros em qualquer um dos canais de comunicação.

Frequentando diversos coworkings

Dentro do BeerOrCoffee nós também praticamos a filosofia de anywhereoffice. Aproveitamos para conhecer coworkings no mundo inteiro quando viajamos a trazemos ideias para o nosso dia a dia. Além disso, aqui no Brasil, utilizamos a nossa rede diariamente, claro. Temos mais de 800 opções de escritórios compartilhados em mais de 140 cidades em todo o país, portanto aproveitamos para rodar por aí.

Cada dia nos aventuramos em um ambiente diferente, conhecemos pessoas novas e fazemos networking com profissionais incríveis. Mantemos, também, um relacionamento próximo com os nossos clientes e parceiros. Agendamos sempre visitas e reuniões presenciais nos coworkings. Assim, as expectativas e objetivos se mantêm alinhados em todo o caminho do processo.

Mantendo rituais próprios

trabalho remoto no BeerOrCoffee

Além de toda a organização estratégica, para que uma equipe remota tenha sintonia é interessante desenvolver determinados rituais. Por exemplo, quando vamos realizar nossa reunião quinzenal de KPIs (usando o Zoom), uma pessoa do time escolhe uma música. Essa pessoa coloca a música para tocar e todos começam a dançar, independentemente de onde estiverem.

Esse é um hábito que foi implementado pela nossa CEO, Roberta Vasconcellos. “Esse é um ritual realizado pela Nasa, comprovado cientificamente como algo eficaz para que todos entrem na mesma sintonia”, conta. Assim, em uma reunião que é focada em números e resultados, já entramos com a energia mais leve e sabendo que teremos sempre o apoio uns dos outros para voar cada vez mais longe.

Além disso, mantemos um time unido, com conversas descontraídas ao longo do dia. Sempre damos bom dia, somos transparentes e alinhamos todas as expectativas. Tudo isso de acordo com os objetivos da empresa como um todo. Quando podemos, nos encontramos presencialmente, tanto para trabalhar juntos quanto para fazer um happy hour (e tomar uma beer ou um coffee).

E aí, gostou de saber um pouco mais sobre como funciona o trabalho remoto no BeerOrCoffee? Então que tal experimentar essa nova forma de trabalho para a sua equipe também? Clique aqui e garanta já uma diária grátis para você e seu time em qualquer um de nossos coworkings e comece a viver um dia a dia mais flexível e divertido.

Mariana Mendes é jornalista do BeerOrCoffee e apaixonada por escrever sobre marketing e futuro do trabalho.

Facebook Comments

Trabalho remoto: 12 estatísticas sobre os coworkings que você precisa saber agora

coworkingTrabalho remoto

O trabalho remoto vem ganhando cada vez mais espaço no mercado atual. As facilidades proporcionadas pela tecnologia, principalmente em relação à conectividade, permitem que empresas e profissionais autônomos tenham mais flexibilidade. Com isso, é possível desenvolver as atividades do dia a dia em qualquer lugar do mundo.

Seguindo essa mesma tendência, os coworkings representam um dos fatores que mais tem contribuído para o fortalecimento desse formato de atuação. Eles estão crescendo em quantidade e qualidade de serviços prestados, atraindo ainda mais frequentadores para essa nova realidade do mercado.

No artigo de hoje, resolvi trazer algumas estatísticas de diferentes pesquisas realizadas no mundo todo que ajudam a entender melhor essa relação entre o trabalho remoto e os coworkings. Os números mostram impactos bastante relevantes tanto para freelancers quanto para as organizações que resolvem trocar o escritório tradicional pelo ambiente compartilhado. Confira!

1. 82% dos frequentadores de coworkings aumentaram sua rede de contatos profissionais

trabalho remoto

Os coworkings são espaços que unem diferentes pessoas e empresas. Quando frequentamos esses locais com maior regularidade, é fácil perceber essa rede de contatos se estabelecendo. Tudo começa com um bom dia, em seguida cada um se apresenta, conta um pouco do que faz e logo a conversa flui.

2. 64% dos profissionais afirmaram que o coworking é uma importante fonte de negócios

Muitos dos contatos estabelecidos em coworkings se transformam em algo que vai além da conversa nos corredores. A diversidade de empresas e profissionais permite que clientes e parceiros de negócio se encontrem com mais facilidade.

Com pouco tempo de conversa, é possível encontrar um profissional que atenda a uma necessidade da sua empresa, ou uma ideia de uma nova solução, ou ainda, a construção de uma parceria que gere valor para seus clientes e atraia novos compradores.

3. 83% das pessoas que passam a frequentar os coworkings se sentem menos solitárias

Quando se fala em trabalho remoto,trabalhar em casa tem seus benefícios, mas também tem seus pontos negativos. O principal deles é a perda da convivência em grupo, que enriquece a troca de conhecimentos e ajuda a evitar a sensação de solidão e todas as consequências que ela pode trazer para a saúde mental.

4. 79% dos co-workers aumentaram suas redes de contatos pessoais

Apesar de ser um ambiente voltado para questões profissionais, os coworkings também são ótimos lugares para fazer amigos. Muitos frequentadores acabam socializando fora do horário de trabalho, em happy hours e eventos nos finais de semana.

5. 89% das pessoas estão mais felizes desde que começaram a frequentar coworkings

Os escritórios compartilhados contam com um clima diferenciado. Existe uma certa informalidade em reunir tantas pessoas distintas, da mesma forma que diversos elementos estimulam o lado profissional. Essa mistura resulta em um ambiente mais harmônico e alegre, que deixam os frequentadores mais felizes com suas rotinas.

trabalho remoto

6. 86% dos frequentadores de coworkings se sentem parte de uma comunidade

Os coworkings despertam um senso de comunidade muito grande em seus usuários. São empresas e profissionais autônomos juntos, sob o mesmo teto, compartilhando da mesma cozinha, das mesmas salas e sendo atendidos pela mesma equipe. É como um bairro e suas casas, com vizinhos que estão sempre dispostos a ajudar uns aos outros.

7. 36% dos usuários de coworkings são empresários e 41% freelancers

A princípio, os escritórios compartilhados podem passar a impressão de serem voltados apenas para freelancers e equipes pequenas. Entretanto, não é bem isso que as pesquisas apontam e que os próprios frequentadores têm percebido por onde vão.

Cada vez mais empresas estão aderindo aos coworkings, locando salas privativas ou mesmo estações de trabalho em ambientes compartilhados. Existem lugares que abrigam mais de 100 funcionários de uma mesma empresa e ainda têm espaço para mais gente.

8. 41% dos co-workers são graduados e 41% pós-graduados

Apesar de não se referir especificamente ao Brasil, esse dado é interessante porque mostra o tipo de profissional com os quais os frequentadores de coworkings fazem contato todos os dias. Pessoas com mais escolaridade enriquecem as discussões e podem trazer excelentes ideias para o grupo, mesmo que elas não sejam da sua empresa.

9. 61% dos profissionais se sentem muito seguros nos coworkings

A sensação de segurança dentro dos coworkings é realmente muito grande. Você está cercado de pessoas desconhecidas, mas, de alguma forma, todas fazem parte de uma mesma comunidade e isso é o suficiente para confiarmos mais uns nos outros. 

Não existe o medo de sair para almoçar e deixar seus pertences sobre a mesa, mesmo que seja sua primeira vez no local. As câmeras, portas com controle de acesso e demais dispositivos de monitoramento são meros detalhes frente ao clima de confiabilidade que permeia o ambiente.

10. 84% dos frequentadores se sentem mais motivados trabalhando no coworking

Os coworkings são espaços pensados para promover o máximo de produtividade aos frequentadores. Todos os detalhes, desde a decoração até a escolha dos móveis, fazem com que as pessoas se sintam mais confortáveis e estimuladas. O clima mais positivo também contribui bastante para aumentar a motivação dos profissionais. E isso tem tudo a ver com o futuro do trabalho.

11. 69% das pessoas adquirem novas habilidades por meio da convivência nos espaços compartilhados

O ambiente de um coworking é muito diferente de um escritório comum. Mesmo nos casos das empresas que optam por espaços privativos, existe uma interatividade muito maior com profissionais de áreas muito distintas. A maioria dos locais não são setorizados, o que enriquece a troca de conhecimento.

As principais habilidades desenvolvidas estão relacionadas à convivência em grupo, tais como a desinibição e a oratória. Mas as conversas com outros frequentadores também ajudam a se atualizar sobre tendências do mercado e novas metodologias a serem aprendidas.

12. 25% dos coworkings estão ampliando a oferta de salas privativas

trabalho remoto

Os coworkings de todo o mundo já estão se preparando para demandas cada vez maiores das empresas. As salas privativas são a melhor alternativa para as organizações que precisam de certa privacidade, mas que desejam desfrutar dos benefícios da economia compartilhada.

O trabalho remoto é uma realidade do presente. Seja com equipes pequenas ou maiores, o caminho para o sucesso no mercado dos próximos anos passa pela adoção de meios de trabalho mais flexíveis e baratos. O coworking é mais do que uma aposta. Ele é a melhor escolha para quem deseja criar uma base sólida para o crescimento do negócio.

Se você gostou desses dados sobre trabalho remoto e quer saber como seria migrar a sua empresa para um coworking, experimente uma diária gratuita para você e sua equipe!

Natália Fernandes é analista de conteúdo e co-fundadora da Começando na Web.

Facebook Comments