trabalho remoto

5 fatos sobre o trabalho remoto e a geração millennial

coworkingCoworking ProfissõesNômade Digital

Cada vez mais gente está optando pelo trabalho remoto, principalmente os millennials — pessoas nascidas entre anos 1980 e o final dos anos 1990. A ascensão dessa geração na força de trabalho fez com que muitas marcas reestruturassem suas políticas de trabalho.

Afinal, muitos millennials não se sentem bem trabalhando de 8h às 18h. Por isso, cada vez mais marcas passaram a oferecer posições remotas. Dentro desse cenário, muitas transformações vêm acontecendo profissional. Essa situação, é claro, levou a vários questionamentos relacionados ao assunto.

Neste texto, vou mostrar 5 fatos sobre o trabalho remoto e a geração millennial. Acompanhe!

1. Desejo de oportunidades de trabalho remoto

85% dos millennials querem oportunidade remotas em tempo integral. Isso acontece por questões simples: essa geração é muito feliz trabalhando em casa, em cafés, em coworkings ou em qualquer outro lugar que não seja um escritório tradicional.

Além disso, os millennials não gostam nada de perder tempo se deslocando para desenvolver suas atividades. Para eles, isso é desperdiçar um tempo valioso.

2. Trabalho remoto x aumento de produtividade

É praticamente uma unanimidade que o trabalho remoto pode aumentar a produtividade. Distrações como reuniões improvisadas, fofocas e colegas barulhentos, por exemplo, podem minar a produtividade dos profissionais que atuam nos escritórios convencionais.

Trabalhando sozinhos, esses profissionais conseguem atingir a produtividade máxima.

3. Equilíbrio entre trabalho e vida pessoal

Mais um fato é que a maior parte dos millennials busca mais equilíbrio entre a vida pessoal e profissional. Nesse sentido, é importante dizer que o trabalho remoto facilita essa necessidade.

A demanda de equilíbrio entre trabalho e vida pessoal é tão forte a ponto de grandes marcas avançarem em mudanças em suas culturas a favor dessa questão. A American Express e a Apple, por exemplo, contam com programas de trabalho remoto e veem isso como um catalisador para uma empresa melhor e com visão de futuro.

4. Maior envolvimento dos funcionários

Embora pareça contra-intuitivo, os trabalhadores remotos e os millennials costumam se envolver mais com colegas e gestores do que os funcionários tradicionais. Isso é uma conclusão da Harvard Business Review.

Além disso, um estudo concluiu que a diversidade de ferramentas tecnológicas que ajudam os colaboradores a permanecerem conectados faz a diferença. Afinal, os funcionários remotos se sentem muito conectados se relacionando por meio do uso de videoconferência.

5. Diminuição do estresse

As estatísticas relacionadas ao trabalho remoto evidenciam que 82% das pessoas que atuam a distância relatam níveis mais baixos de estresse. Isso é bom não somente para as pessoas que trabalham a distância, mas para a empresa que emprega esses profissionais.

O que achou desses fatos sobre o trabalho remoto e a geração millennial? Como não poderia deixar de ser, definitivamente, esses trabalhadores se sentam mais à vontade trabalhando a distância. Com isso, entregam resultados com qualidade para a empresa e ainda aproveita a vida pessoal a valer.

Se você curtiu este texto, acredito que também gostará de saber qual coworking ideal para cada perfil de profissional e empresa.


Este é um texto escrito por Renato Ribeiro: nômade digital e especialista em conteúdo de diferenciação. Ele ajuda marcas e pessoas a terem visibilidade e autoridade online. 

 

 

 

 

livros para nômades digitais

7 livros para nômades digitais que você não pode deixar de ler em 2019

Nômade Digital

As exigências do mercado e os novos comportamentos dos consumidores evidenciam uma nova forma do trabalho. O mundo corporativo caminha a passos largos para ser mais simples, ágil e eficiente. Não por acaso, os livros para nômades digitais fazem tanto sucesso.

Afinal, eles são cruciais para acompanhar essas transformações. Além disso, eles também podem inspirá-lo a ir em busca da sua melhor versão. Todas as obras trazem ideias que, quando bem aplicadas, fazem a diferença na vida das pessoas. Neste texto, listo 7 livros para nômades digitais que você não pode deixar de ler em 2019. Confira!

1. Trabalhe 4 horas por semana

Embora tenha sido lançado em 2007, o livro “Trabalhe 4 horas por semana”, de Tim Ferriss, continua atual e talvez seja o maior destaque entre os livros para nômades digitais. A obra, que é um guia para um novo estilo de vida, reúne diversas dicas para as pessoas aprenderem a render mais e menos tempo no trabalho.Resultado de imagem para Trabalhe 4 horas por semana

O livro conta com uma linguagem clara, acessível e divertida. Embora o título sugira algo que parece inalcançável, Tim tem bons argumentos para explicar como você pode trabalhar pouco e conquistar grandes ganhos financeiros.

Em “Trabalhe 4 horas por semana”, há um capítulo inteiro dedicado à automação, que é algo muito prático no universo dos nômades digitais. A principal dica do autor é para automatizar o máximo de coisas possível e encontrar fontes de renda que não demandam muito tempo.

2. Remote

Infelizmente, “Remote”, de Jason Fried and David Heinemeier Hansson, ainda tem tradução para o português. Então, essa dica só vale se você se vira bem no inglês. Em linhas gerais, o livro mostra ao leitor os dois lados da moeda quando o assunto é trabalho remoto.Resultado de imagem para book remote

Como sabemos, realizar atividades profissionais a distância é uma das grandes tendências relacionadas ao futuro do trabalho. Nesse sentido, a obra busca mostrar as vantagens e desvantagens de se trabalhar em casa ou em espaços como os coworkings, os cafés e as bibliotecas.

É um típico livro com grande potencial de transformar vidas. Afinal, a ideia do mundo atual é mover o trabalho para os trabalhadores, em vez de os profissionais se deslocarem para o local de trabalho. Além disso, desmistifica várias questões e mostra que o trabalho remoto está longe de ser um bicho de sete cabeças.

3. O poder do hábito

É bem provável que você tenha ouvido falar em “O poder do hábito”, de Charles Duhigg, um dos livros para nômades digitais sempre entre os mais vendidos. Em tempos de mudanças radicais no mercado, entender a dinâmica dos hábitos é algo essencial para ter sucesso.Resultado de imagem para o poder do habito livro

Duhigg traz exemplos como o de uma jovem que, em dois anos, parou de fumar, participou de uma maratona e ganhou uma promoção no trabalho. Segundo o autor, as mudanças de hábitos acontecem depois de as pessoas focar em padrões que modelam cada aspectos de suas vidas.

Nesse sentido, elas conquistam êxitos identificando gatilhos para mudar esses padrões, que despertam e concretizam essas transformações. Ao ler a obra, é possível ter maior compreensão do que fazemos o que fazemos na vida e nos negócios. Assim, conquistamos poder para mudar o que não funciona na vida.  

4. A arte da não conformidade

O livro “A arte da não conformidade” é inspirado no popular manifesto online de Chris Guillebeau, “A Brief Guide to World Domination”, que destaca que não é preciso viver da forma que outras pessoas esperam que você viva.Resultado de imagem para A arte da não conformidade livro

A obra coloca em xeque algumas premissas corriqueiras sobre a vida e o trabalho. Ao mesmo tempo, o leitor é munido de ferramentas para que ele vida a sua vida no máximo da plenitude.  

O autor promete que você poderá passar a viver de acordo com suas próprias regras. Além disso, estará livre para explorar e executar ideias em relação a estabelecer metas radicais, trabalhar por você mesmo, viajar de forma econômica e encarar a vida como uma aventura contínua.

5. A Startup de $100

O livro “A Startup de $100” também foi escrita por Chris Guillebeau e é mais um dos  livros para nômades digitais essenciais. O autor, que adora falar sobre uma vida de aventuras e propósitos, destaca que identificou 1.500 empreendedores que abriram suas empresas com um modesto investimento (em alguns casos, com menos de $ 100). Resultado de imagem para A Startup de $100 livro

Hoje, muitas dessas marcas geram mais de 50 mil dólares de faturamento. Isso, por sinal, indica que essas pessoas conseguiram transformar paixões em lucros.

A obra pode ser descrita como um guia de fácil utilização, com diversas lições de empreendedores que transformaram aquilo que fazem em realizações pessoais.

6. Satisfação garantida

Satisfação garantida”, de Tony Hsieh, mostra como transformar negócios por meio da aposta em uma nova cultura corporativa. O autor é fundador da Zappos e na obra ele mostra diversas lições de vida e empreendedorismo.

O que poderia ser apenas mais uma loja virtual de calçados acabou se transformando em um negócio que fatura mais de 1 bilhão de dólares anualmente. Para Hsieh, uma empresa só dá certo se todos estão felizes.Resultado de imagem para Satisfação garantida livro

Quando ele fala de todos está se referindo a clientes, funcionários e empreendedores. Nesse sentido, o autor indica que, quando há profissionalismo e paixão, o dinheiro aparecerá naturalmente.

7. Tribos

Em “Tribos”, o guru do marketing Seth Godin nos lembra que uma tribo é um determinado grupo de pessoas — pequeno ou grande —, que se conectam a outro grupo de seres humanos, a uma ideia ou a um líder.

Há milhões de anos, as pessoas se integram a tribos — seja, elas étnicas, políticas, religiosas ou até musicais. Para Godin, essa é a nossa natureza. Dentro dessa natureza, ele levanta a ideia de que existem muitas lacunas em relação às lideranças.

O autor afirma que temos carência de pessoas inspiram, que criam movimentos, formam grupos e abram canais de debates. O livro, portanto, é praticamente um manifesto que evidencia a escassez de líderes e de pessoas Resultado de imagem para tribos livroinspiradoras.  

Segundo Godin, o líder não precisa ser aquele que nasceu com o dom de inspirar outras pessoas. Pelo contrário, novas lideranças podem ser formadas, sendo preciso ter atitude e coragem.

Para ele, uma liderança à frente de 1.000 pessoas, por exemplo, é suficiente para gerar grandes resultados e impactar muitas vidas.

E aí, o que achou desses livros para nômades digitais? Como disse, eles são essenciais para você se inspirar e ter novas e melhores atitudes em um mercado cada vez mais disputado e concorrido.

Se você gostou deste texto, aproveite para conferir 7 ferramentas para nômades digitais.

——————————————————————————————————————————————————————     Este é um texto escrito por Renato Ribeiro: nômade digital e especialista em conteúdo de diferenciação. Ele ajuda marcas e pessoas a terem visibilidade e autoridade online.