home-office

Home Office ou Coworking? Faça networking!

Sem categoria

A regra é clara e nós insistimos nela! Seja lá onde você estiver, faça contatos, compartilhe ideias, fale sobre o seu trabalho, ouça sobre o projeto do outro, faça networking!

networking

Já não é mais segredo para ninguém que fazer networking ter uma boa rede relacionamentos é essencial para qualquer pessoa! Seja ela um freelancer, um profissional que esteja querendo empreender ou que representa alguma empresa. No entanto não é uma tarefa fácil para todos. Nem para os mais tímidos, que não sabem por onde começar. Nem para os mais extrovertidos, que também tem dificuldade de entender o limite entre a proximidade e a inconveniência.

Seja natural

O objetivo que precisa estar bem claro é que você está fazendo networking para ampliar as oportunidade de novos negócios. Então a dica é que você seja o mais espontâneo possível, sem parecer que está forçando a barra. Por isso a importância de frequentar os lugares certos e com uma certa frequência. Exatamente para não dar a impressão que só está ali para coletar contatos ou por puro interesse.

E outra coisa muito importante, não basta trocar cartões ou adicionar no Linkedin. Você também precisa gerenciar essa rede de forma verdadeira e muitas vezes pessoal. Ver um artigo e falar que se lembrou da pessoa, se realmente for de interesse da mesma, ou até mesmo puxar papo em uma conversa privada, se essa liberdade lhe foi dada, são ótimas ações para manter uma relação de forma bem natural

Qualidade, não quantidade

A qualidade dessas conexões influenciam muito na durabilidade da mesma. Então não frequente apenas o happy hour do grupo do facebook ou do pessoal do coworking, vá além! Vá onde você acha que seus contatos estarão. Se você precisa de um programador, por exemplo, frequente feiras onde eles possam estar. Se você está em busca de vender o seu trabalho como designer, ou seja lá qual for a sua área, procure locais onde seus clientes possam estar.

Busque, nos cursos, palestras ou workshops, se envolver com grupos que não conhece e demonstre interesse na relação. Não se venda o tempo todo, ouça o outro também. Assim você terá noção de quem está conversando, se ele pode ser um possível parceiro, cliente ou sócio. Nessa troca de ideias você poderá filtrar seus contatos e se aproximar daqueles que, no momento, serão mais relevantes para você.

Não estou dizendo para você ignorar quem não é interessante para você, pois todos os contatos são pertinentes. Em algum momento você precisará de alguém diferente do seu foco de agora ou elas precisarão de você. A dica aqui é focar, não descartar. Ok?

Mantenha relação, seja lembrado

E lembra quando eu falei de manter a relação? Pois é, essa atitude é crucial para ser lembrado, sempre. Comentei há pouco que não basta trocar cartões ou adicionar no Lenkedin, mas elas fazem parte, desde que você mantenha essa pessoa em sua rede.

Você não precisa tomar um café diariamente com a pessoa para ter uma boa relação, você pode sustentar esse vínculo virtualmente. Claro que se você estiver em um escritório compartilhado e as pessoas estiverem ali no seu dia a dia, fica mais fácil de você cultivar uma relação mais próxima, pois terá abertura para tomar uma cerveja, participar juntos dos cursos oferecidos pelo local, compartilhar ideias durante uma partida de ping pong e assim vai.

Fale do seu trabalho para outras pessoas e tenha algum perfil online, para que possa apresentar às pessoas quando elas desejarem entender mais a fundo do seu serviço. É importante que elas se impressionem com o seu trabalho, além do que você diz. Mantenha a página do seu trabalho atualizada e a compartilhe com frequência, mesmo para aqueles que não tem a possibilidade clara de te contratar diretamente. Pode ser que elas te indiquem.

E isso vale para as conversas mantidas, mesmo aqueles que não serão seus clientes ou parceiros diretos, precisam se interessas pelo seu trabalho e ver qualidade no mesmo, o mundo é feito de conexões!

E nunca mais se esqueça desse mantra: seja home office ou coworking, faça networking!

Até a próxima! 🙂

Bárbara Santos

Equipe Vida de Coworking

Facebook Comments
Previous
6 dicas de produtividade para trabalhar em um coworking
Next
Escritório dos sonhos, será que existe?

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *