Como cuidar da ansiedade e fazer as coisas em momentos de incerteza

CarreiraEmpresas

Saber como cuidar da ansiedade, no trabalho e na vida pessoal, é um desafio para muitos brasileiros. Isso porque, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o nosso país é o que tem o maior número de pessoas ansiosas no mundo. São 18,6 milhões de brasileiros, o que representa 9,3% da população…

Saber como cuidar da ansiedade, no trabalho e na vida pessoal, é um desafio para muitos brasileiros. Isso porque, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o nosso país é o que tem o maior número de pessoas ansiosas no mundo.

São 18,6 milhões de brasileiros, o que representa 9,3% da população, que precisa conviver com a ansiedade no dia a dia, conforme destaca uma reportagem da revista Exame. Esse número é bem alto e pode afetar diretamente na forma como as pessoas conduzem as suas atividades profissionais.

É por isso que líderes de empresas e gestores de RH devem ficar atentos aos seus colaboradores, buscando meios para ajudar a cuidar da ansiedade e evitar que isso se torne um grande problema.

5 dicas para cuidar da ansiedade em momentos de incerteza

A ansiedade pode ser ainda mais intensa em momentos de incerteza. Se a empresa passa por uma crise financeira ou uma mudança profunda na cultura organizacional, por exemplo, os trabalhadores podem ficar ansiosos.

O cenário em que vivemos fora do ambiente de trabalho também afeta! É o caso, por exemplo, do que aconteceu no início da pandemia da Covid-19, quando as pessoas tinham muita incerteza sobre os rumos que as coisas tomariam nos próximos meses.

Em situações como essa, a empresa deve ser uma parceira de seus colaboradores para que eles tenham uma boa saúde mental, sejam mais produtivos e leais à companhia. Veja algumas dicas de como fazer isso!

1. Ofereça atendimento psicológico aos colaboradores

Quando falamos em como cuidar da ansiedade, é preciso lembrar que existem duas situações a serem observadas: as inquietudes normais a qualquer pessoa e os transtornos patológicos.

Isso quer dizer que ter ansiedade é normal para todas as pessoas. É bem comum que alguém fique nervoso no dia que antecede um acontecimento importante, como uma reunião com um cliente muito exigente, por exemplo.

Porém, existem casos em que o quadro é patológico, ou seja, se trata de uma doença mental, cuja situação implica em uma pessoa que está sempre ansiosa, de modo que isso interfere em suas atividades pessoais e profissionais. É o que os psiquiatras chamam de Transtorno de Ansiedade Generalizada (TAG).

Em ambos os casos, o atendimento psicológico é importante para que os quadros ansiosos sejam controlados e não se tornem um grande problema. Quem sofre com TAG, no entanto, deve ter ainda mais cuidados. Os psicólogos e psiquiatras podem prescrever atividades de relaxamento, técnicas e exercícios para controlar a mente e até mesmo o uso de medicamentos.

Por essas e outras questões, é importante que a empresa seja parceira de seus colaboradores, oferecendo um bom plano de saúde ou uma parceria com clínicas que ofereçam um atendimento psicológico de qualidade.

2. Desenvolva uma cultura baseada na confiança

Os colaboradores tendem a ser menos ansiosos, ter mais segurança em si mesmos e uma autoestima elevada se a empresa demonstra confiança neles. É o que acontece dentro da cultura do anywhere officce — ou seja, o trabalho em qualquer lugar.

Esse modelo organizacional já é comum em países como a Holanda e agora está se popularizando em todo o mundo, inclusive no Brasil. Trata-se de uma forma de trabalho em que os colaboradores podem desenvolver as suas tarefas em casa, em coworkings, em bibliotecas, em cafeterias ou qualquer outro local.

Isso não quer dizer que os funcionários não tenham responsabilidades e não sejam cobrados, mas sim que eles têm mais liberdade com as suas rotinas. De tal forma, a empresa demonstra confiança em seu quadro de profissionais, fazendo com que eles fiquem menos ansiosos, até mesmo em momentos de incertezas.

3. Oriente os colaboradores a pensarem mais no hoje

O que mais faz as pessoas ansiosas sofrerem é a fixação no pensamento no dia de amanhã. A incerteza sobre o que acontecerá nos próximos dias, meses e anos toma conta dos pensamentos e faz com que elas pensem apenas em como planejar e se prevenir de catástrofes. 

Isso se torna um problema, já que o ansioso vive sempre no futuro e, muitas vezes, deixa de tomar as atitudes necessárias para o agora. Tal situação pode ser bastante prejudicial para a vida profissional.

Nesse sentido, a empresa pode buscar maneiras sobre como cuidar da ansiedade de seus funcionários, os estimulando a pensar mais no hoje. Para isso, uma boa ideia é criar políticas bem definidas de cargos e salários, por exemplo.

Quando uma pessoa ansiosa tem uma meta a ser cumprida e uma noção sobre o que espera por ela no futuro, consegue se concentrar melhor no que precisa fazer hoje. Ao ter um planejamento de carreira, portanto, conseguirá focar em desenvolver bem as suas atividades, pensando em dar os passos que necessita para chegar no lugar em que deseja estar daqui a algum tempo.

4. Promova atividades que estimulem a saúde mental

Mesmo quando se pratica o trabalho remoto e o home office, com os trabalhadores não estando necessariamente na sede da empresa, é possível promover ações que estimulem a saúde mental.

Existem diversas atividades remotas que podem ser realizadas, como os exercícios físicos, as técnicas de relaxamento, as conversas em grupo sobre assuntos que não os de trabalho para “limpar” a mente, entre tantos outros.

Tudo isso ajuda as pessoas a terem uma mente mais saudável e controlarem os transtornos ansiosos, mesmo em situações de inseguranças. As empresas devem buscar as melhores alternativas para que isso aconteça.

5. Garanta relações saudáveis entre os colaboradores

Como cuidar da ansiedade

É claro que divergências sempre vão ocorrer entre os colaboradores, com lideranças e talvez entre clientes e parceiro. No entanto, é necessário que os gestores das empresas garantam que as relações sejam as mais saudáveis possíveis, com respeito mútuo. 

As pessoas têm pensamentos opostos, foram criadas em diferentes culturas, não seguem a mesma religião, não têm a mesma orientação sexual, não acreditam na mesma ideologia política etc. Essa pluralidade não deve ser vista como um motivo de divergência entre os colaboradores, criando um ambiente de trabalho tóxico.

Pelo contrário, ela deve servir para que se possam conhecer e debater diferentes pontos de vista, com as pessoas sempre contribuindo umas com as outras de forma respeitosa. Assim, o ambiente de trabalho fica mais harmonioso e os quadros de ansiedade são reduzidos.

Coloque essas dicas sobre como cuidar da ansiedade e fazer as coisas em momentos de certeza e tenha mais resultados positivos na sua empresa!
Continue se informando sobre o tema e leia agora o nosso artigo que explica como a ansiedade atrapalha a produtividade e o foco no trabalho.


Texto de Lucas Flores – Relações Públicas e mestre em Letras, Cultura e Regionalidade. Desde 2013, trabalha com produção de conteúdo para web.

Facebook Comments
Previous
Entenda por que o trabalho remoto aumenta a produtividade dos colaboradores