fones de ouvido para trabalhar no coworking

Top fones de ouvido para trabalhar no coworking em 2021

Nômade DigitalTrabalho remoto

Os espaços compartilhados são uma tendência do mercado, mas é preciso ter bons equipamentos para otimizar a experiência. Conheça o top 6 entre os fones de ouvido para trabalhar no coworking em 2021!

Você já tem fones de ouvido para trabalhar no coworking? A opção pelos espaços compartilhados é uma tendência forte para 2021 e os anos seguintes. Isso é resultado do maior isolamento social gerado pela pandemia, que acabou demonstrando os benefícios do trabalho remoto. 

Porém, para o conforto de todos no local de trabalho é preciso conhecer os melhores fones de ouvido. Assim, você consegue participar de reuniões e escutar música, podcasts e outros sons que sejam necessários para auxiliar nas suas atividades, sem atrapalhar outras pessoas. 

Sabemos que nem sempre é fácil identificar qual é o melhor fone de ouvido para trabalhar no coworking. Então, separamos uma lista com 6 opções para você escolher, confira!

1. Headphone Sony WH-1000XM4 

Esse é um modelo premium produzido pela Sony. O design é circo-auricular, então se encaixa em volta das orelhas e consegue reduzir os ruídos externos. Além disso, o próprio fone vem com um sistema de “noise cancelling”, que é o cancelador de ruídos.

O fone tem funcionalidades inteligentes, como geolocalização que permite criar configurações diferentes para o fone conforme o local de trabalho. Por exemplo, se você utiliza bastante o coworking, mas também tem um escritório em casa ou, até mesmo, na empresa, você pode ter especificações para cada local.

Assim, quando ele identifica o espaço, ele aplica as configurações da localilzação e você não precisa fazer alterações. Ele ainda apresenta 5 microfones embutidos, garantindo alta qualidade para conversar em videoconferências ou ligações. 

O sistema de reconhecimento de voz permite pausar a música automaticamente quando você fala, trazendo mais facilidade ao atender ligações. A opção ainda é sem fio, com conexão via bluetooth, proporcionando maior mobilidade para o seu dia a dia. O custo, entretanto, pode ser um contra: em janeiro de 2021, era de aproximadamente R$ 2.300.

fones de ouvido para trabalhar no coworking

2. Fone de Ouvido Sennheiser PXC 480

A marca Sennheiser é tradicional, sempre com foco em inovação. Bastante conhecida no ramo da aviação, também se destaca quando se trata de qualidade de som e áudio. O fone de ouvido PXC 480 foi criado para apresentar recursos premium aos compradores. 

O funcionamento é sem fio, com uma bateria que tem, em média, 50 horas de duração. Ele tem a função de headset, com microfone embutido que pode ser ativado pelo usuário. O modelo é circo-auricular, ergonômico e tem a função cancelamento de ruídos, trazendo mais conforto. A opção já tem um valor mais atrativo: aproximadamente R$ 990.

fones de ouvido para trabalhar no coworking

3. Headphone Bluetooth Philips SHB3175

Seguindo a mesma linha dos modelos anteriores, ele é um modelo sem fio, mas é over-ear (fica sobre a orelha, mas nem sempre se encaixa em volta dela). Ainda, funciona como headset por ter microfone embutido, então pode ser usado mais amplamente — a participação em videochamadas é bastante comum no trabalho remoto. 

Apesar de não ter um sistema específico de cancelamento de ruídos, ele oferece um bom isolamento acústico devido ao seu formato e materiais utilizados, focados na maior ergonomia. Assim, é possível conseguir maior conforto sonoro ao trabalhar em coworking e outros espaços.

A bateria consegue garantir até 12 horas de funcionamento e ele conta com controles de uso para chamadas, músicas e volumes do áudio e do microfone. Um dos atrativos é o custo-benefício: é possível encontrar ofertas a partir de R$ 200.

fones de ouvido para trabalhar no coworking

4. Fone de ouvido Microsoft LifeChat LX-3000

Se você não precisa de um modelo sem fio para suprir as suas necessidades, o Microsoft LifeChat pode ser uma alternativa interessante. Ele conta com cancelamento de ruído e almofadas produzidas em couro sintético, visando trazer conforto e facilidade para limpeza ou manutenção. 

Ele tem uma placa de som própria, então não precisa utilizar a do computador e é facilmente instalado. Os volumes e a opção “mudo” podem ser configuradas por um controle que fica acoplado ao cabo do fone. Ainda, há otimizações desenvolvidas para alguns apps da Microsoft. O valor é de cerca de R$ 350. 

fones de ouvido para trabalhar no coworking

5. Xiaomi Redmi Airdots

Se você gosta de modelos mais discretos e sem fio, o Xiaomi Redmi Airdots pode ser ideal. Com um valor de mercado inferior aos modelos semelhantes dos concorrentes (cerca de R$ 130), ele é intra-auricular — aquele que se encaixa dentro dos ouvidos.

A conexão é via bluetooth e o design é bastante discreto, quase imperceptível durante o uso. A bateria tem autonomia de 12 horas, que pode ser considerada baixa por algumas pessoas, mas a qualidade sonora é alta. Ainda, oferece resistência à água, que pode ser um atrativo para quem também gosta de utilizar os fones em outros momentos. 

fones de ouvido para trabalhar no coworking

6. Fone de Ouvido JBL Tune 110

Quem busca modelos mais básicos, com qualidade, pode contar com essa opção. Intra-auricular e com fio, ele segue os modelos mais conhecidos. O tamanho é bastante prático: leve e compacto, não precisa de muito espaço para o transporte. O cabo é desenvolvido para evitar nós, o que melhora a usabilidade e a rotina.

O fone tem um microfone integrado no cabo, então pode ser usado para atender chamadas e fazer reuniões à distância. Todo o controle de volume e de ligações é feito por meio de um controle remoto. Já a marca JBL garantiu que a reprodução de áudios seguissem o mesmo som dos outros produtos.

Se você precisa do fone para usos mais simples ou pretende encontrar opções mais acessíveis, provavelmente essa é uma boa opção. É possível encontrar ofertas próximas a R$ 70.

fones de ouvido para trabalhar no coworking

Essas são apenas algumas sugestões de fones que podem ser utilizados no trabalho na empresa, em casa ou em coworking. Portanto, analise quais são as suas necessidades para entender as funcionalidades essenciais e facilitar a escolha do equipamento. 

Gostou dessas opções de fones de ouvido para trabalhar no coworking? Esperamos que a nossa lista ajude e identifique a melhor alternativa para ter conforto no trabalho e conquistar a maior produtividade

Que tal aprender mais? Confira agora por que as pessoas prosperam nos espaços de coworking! 


Texto escrito por Joanna Nandi, Redatora Web.

  • Share on:
Produtividade dos funcionários

Produtividade dos funcionários: por que o trabalho remoto ajuda

CarreiraFuturo do TrabalhoNômade DigitalTrabalho remoto

Você está satisfeito com a produtividade dos funcionários da sua empresa?

Em tempos de mudanças tão rápidas no mercado, uma coisa é certa: o trabalho remoto está reinventando a maneira de trabalhar e os resultados que as pessoas entregam não necessariamente precisa estar atrelados a uma rotina convencional.

Como todos sabemos, as rotinas flexíveis estão cada vez mais possíveis e terminam com a ideia de que todos devem trabalhar no horário comercial, das 8h da manhã até as 6h da tarde, por exemplo.

Além disso, os estudos mostram melhorias significativas na produtividade quando os funcionários têm a opção de trabalhar fazendo seus horários. No entanto, para que realmente se possa ter resultados positivos na rotina flexível, é preciso ter alguns cuidados.

É sobre assuntos como esses, que envolvem o trabalho flexível e a produtividade dos colaboradores, que falaremos neste artigo!

Entenda como o trabalho remoto está reinventando a maneira de trabalhar

O trabalho remoto está reinventando a maneira de trabalhar muito por conta do desenvolvimento das plataformas de gerenciamento de tarefas e de comunicação.

Também contribui para essa realidade o crescimento da cultura do anywhere office, que nada mais é do que a possibilidade de realizar as atividades em qualquer local.

A partir desse contexto, as pessoas podem trabalhar em suas casas, em espaços públicos compartilhados, em coworkings, entre outros.

A prova de que o trabalho remoto está reinventando a maneira de trabalhar também pode ser vista na própria Reforma Trabalhista, que entrou em vigor recentemente no Brasil.

A nova legislação regulamenta essa modalidade e possibilita que as empresas empreguem funcionários que não tenham uma rotina fixa.

Por que o trabalho remoto aumenta a produtividade dos funcionários

A produtividade dos funcionários aumenta com uma rotina flexível por conta de diversos motivos. Veja, a seguir!

Flexibilidade para atender as necessidades pessoais e familiares

Quantas vezes os funcionários da sua empresa já faltaram ao trabalho porque precisavam consultar um médico ou dentista? Todos temos essas necessidades eventualmente e nem sempre é possível agendar esses compromissos fora do horário em que a pessoa deveria estar na empresa.

Com uma rotina flexível, os colaboradores podem adaptar o seu dia, deixar de trabalhar no horário dos seus compromissos e compensar um pouco mais tarde, por exemplo. Isso faz com a produtividade não seja prejudicada.

Redução do tempo de deslocamento

Os grandes centros urbanos brasileiros têm grandes problemas de infraestrutura. Muitas vezes, os deslocamentos necessários para ir de casa até a sede da empresa podem levar horas, com o funcionário tendo que pegar mais de uma condução.

Essa rotina é estressante e faz com que o colaborador durma pouco e já chegue cansado na empresa. Logo, quando se adota o trabalho remoto, com as atividades podendo ser realizadas em casa ou em um coworking, há muitos ganhos em qualidade de vida.

Os colaboradores poderão descansar mais, acordar mais tarde e ter mais tempo para as atividades de lazer. Tudo isso faz com que eles fiquem mais produtivos e façam entregas de mais qualidade para a companhia.

Adaptação ao ciclo de energia de cada pessoa

Cada indivíduo é único e não há evidências que comprovam que todos somos mais produtivos no horário comercial tradicional, por exemplo.  Há pessoas que garantem serem muito mais produtivas durante a madrugada, quando há silêncio total e nenhuma distração, por exemplo.

O trabalho remoto está reinventando a maneira de trabalhar também nesse sentido. Com a possibilidade de adaptar as suas rotinas, os trabalhadores podem realizar as suas atividades nos horários em que julgarem que são mais produtivos.

Produtividade dos funcionários

Cuidados que devem ser tomados ao trabalhar remotamente

Obviamente, nem sempre a rotina flexível aumenta a produtividade. Há alguns fatores que devem ser considerados para realmente garantir que o resultado seja positivo.

Veja, a seguir, alguns cuidados que são recomendados para manter uma boa produtividade quando se trabalha remotamente!

Utilize as ferramentas de comunicação adequadas

Como os colaboradores da empresa não executaram as suas funções no mesmo horário, é preciso ser estratégico e usar boas ferramentas de comunicação. O mais indicado são as assíncronas, ou seja, em que a conversação não ocorre no mesmo tempo para emissor e receptor.

Os e-mails, as plataformas de gerenciamento de projetos, como o Trello, os mensageiros eletrônicos, como o Slack, entre outras ferramentas, são as mais recomendadas.

Para os casos da comunicação ser em tempo real, podem ser usados os diversos serviços de videoconferência existentes no mercado, como o Zoom.

Oriente os colaboradores para que eduquem seus contatos sobre o trabalho remoto

Como a cultura do anywhere office ainda está em expansão no Brasil, é comum que muitas pessoas ainda não tenham um bom entendimento sobre os conceitos de trabalho remoto e home office, por exemplo.

Dessa forma, o trabalhador remoto acaba recebendo convites de amigos e familiares para sair no horário em que ele precisa trabalhar ou para fazer favores a outras pessoas, como ir buscar uma encomenda no correio.

É necessário que o profissional se monitore em relação a isso e aprenda a dizer não, educando os familiares e amigos que estão à sua volta.

Utilize meios para controlar as rotinas dos colaboradores

A tendência é que cada vez mais as pessoas sejam pagas por tarefas executadas e não mais por horas trabalhadas. No entanto, sabemos que agir dessa forma pode render até mesmo ações trabalhistas contra as empresas, tendo em vista que a nossa legislação, embora tenha sido recentemente modificada, ainda é bem restrita quanto a isso.

Além disso, se os funcionários perderem a noção de tempo e trabalharem muito, podem ter a produtividade prejudicada. Logo, convém que a empresa use meios para controlar as rotinas dos colaboradores, como aplicativos que controlam a quantidade de horas trabalhadas.

Em resumo, podemos dizer que sim, o trabalho remoto está reinventando a maneira de trabalhar, tornando os colaboradores mais produtivos. No entanto, devem ser tidos cuidados, para evitar que alguns problemas não permitam que isso aconteça.

Para garantir mais resultados para a sua empresa e mais produtividade dos funcionários, recomendamos que leia agora o nosso artigo que explica como melhorar a produtividade da equipe nos escritórios compartilhados.


Texto escrito por Lucas Flores – Relações Públicas, mestre em Letras, Cultura e Regionalidade e Produtor de Conteúdo para a web.

  • Share on: