VIDA DE COWORKING

Tudo sobre espaços de trabalho como nova forma de vida

sentio hero
gestão de tempo

Gestão de tempo: por que e como fazer?

coworking

Certamente você já ouviu falar, ou mesmo já usou a expressão “tempo é dinheiro”. Pois é, esta é uma das maiores verdades a qual temos notícia. Fazer a gestão de tempo deixou de ser uma qualidade de pessoas organizadas e passou a ser uma necessidade comum as pessoas em geral.

Independentemente de ser uma pessoa do lar que precisa se organizar para realizar as tarefas do dia e conseguir pegar as crianças na escola no fim do dia. Ou uma atleta profissional que se prepara por anos na gestão de seu tempo para bater a meta de centésimos de segundos no seu grande dia. A questão é que estamos todos correndo contra o relógio.

Para os empreendedores, qual a importância de fazer a gestão de tempo?

De acordo com o dicionário, empreender é decidir realizar (tarefa difícil e trabalhosa); tentar. Com esta definição já dá para ter uma noção do quão importante é para empreendedores fazer a gestão de tempo.  Para empreendedores iniciantes, cada tentativa é um novo risco. Portanto é preciso saber exatamente o tempo de início, meio e fim de cada tarefa. Pois cada segundo dedicado é uma chance de alavancar o negócio ou detectar a necessidade de recomeçar.

Para empreendedores experientes, acredite, a realidade é a mesma. Como a definição apresentada pelo dicionário bem trouxe, empreender é uma tarefa difícil e trabalhosa. Requer paciência e novas tentativas para cada erro ou dificuldade. Fazer a gestão de tempo é mais que uma necessidade, é uma forma de planejar as chances de acerto e erro, é uma condição para se manter de pé num mercado de  trabalho cada dia mais competitivo.

Muitos empreendedores, inclusive, cometem o grande erro de misturar vida pessoal e profissional. Piorando ainda mais a relação da gestão do tempo da vida pessoal e profissional. Nesses casos, o problema potencializa. A má gestão do tempo ocasiona grandes problemas até as grandes empresas já estão percebendo que desenvolver esta habilidade é essencial para o sucesso do negócio.

gestão de tempo

Como a gestão de tempo pode ajudar na execução das tarefas?

Através desta habilidade em fazer as pazes com o relógio um profissional consegue alinhar corpo, mente e alma. Não, não se trata de uma brincadeira, é uma realidade muito séria. Executar todas as tarefas do dia e saber exatamente o tempo que tem para se dedicar a cada uma delas é essencial para a saúde física, mental e psicológica de cada um.

Quando saímos de férias, por exemplo, nos permitimos sair da rotina e relaxar. Bem, por um período isto é saudável, afinal você não tem entregas a fazer, nem preocupações perturbando a mente. Mas, no dia-a-dia não dá para sobrecarregar o cérebro, é preciso ter tarefas planejadas,se organizar de preferência fazendo anotações, criando planilhas, ativando o campo visual.

Manter tudo dentro da cabeça exigirá muito de você. Faça anotações, coloque tudo diante dos olhos, seja na porta do guarda-roupas, num post-it no computador ou um lembrete no celular. O que importa é que sua cabeça não terá que se preocupar em armazenar tantas informações. Você está garantindo outras formas de se lembrar da suas tarefas e, principalmente, estará realizando cada uma no prazo pré-estipulado.

Suas tarefas estão resolvidas, mas e o tempo para gerir sua equipe, freelancers e parceiros?

Não sei como anda sua rotina de demandas e entregas hoje, mas sem dúvidas você está se desdobrando para realizar tudo com qualidade, certo? Pois é, tudo que depende de nós mesmos é mais fácil administrar, afinal temos a falsa sensação de estar tudo sob controle (de tempo, inclusive). Já falamos sobre isso ali em cima, e certamente se você não anda fazendo a gestão de tempo para suas entregas, começará a fazer agora.

Mas, e a gestão de tempo da sua equipe, dos freelancers e parceiros, como você administra? Por ligação, por vídeo, por planilhas, por ferramentas como trello, slack, evernote, drive ?É preciso se organizar para conseguir gerir uma equipe. Conhecer as habilidades e tempos de entrega de cada um facilita na hora de planejar suas próprias entregas. É impossível chegar a resultados promissores sem a gestão de tempo individual e coletiva. Afinal, por mais que as pessoas tenham capacidade técnica, se não entregar no prazo combinado, nada resolvido.

Se você sabe da importância em gerir seu tempo e o de sua equipe, mas não faz ideia de por onde começar, temos algumas dicas simples e valiosas:

gestão de tempo

Prioridade

Sabemos que em alguns momentos tudo vira prioridade. Neste caso a tomada de decisão é indispensável. Se escolher entre uma demanda e outra não é uma possibilidade, procure freelas ou empresas capazes de te atender em tempo hábil. Se for possível reorganizar o tempo de entrega, faça antes que o cliente se decepcione.

Delegar

Ter uma equipe que confia é essencial. Mas, não adianta ter uma equipe eficiente se você não repassar as demandas. Desapegue da ideia de que só você sabe fazer determinada função. Delegue, entregue esta responsabilidade a outra pessoa e se encarregue somente de fazer a gestão de tempo, seja sua ou da equipe.

Estabeleça metas

Para cada meta, um tempo de execução. Esta é uma forma de fragmentar as horas, gerir o tempo e assim se organizar melhor. Definir objetivos, transformá-los em metas e por fim gerir o tempo para cada passo ser executado é uma tranquilidade para entregas bem sucedidas.

Quando falamos que gerir o tempo é um benefício à saúde mental, física e psicológica de um indivíduo, estávamos levando em conta o turbilhão de decisões que todos precisamos tomar diariamente. Os dias parecem estar ficando mais curtos, as horas passando muito rápido, e os anos voando sem que nos demos conta. Pois é, mas na verdade tudo continua igual, só nossa gestão do tempo que não.

Portanto, cuide do seu tempo, pois ele vale dinheiro, saúde e qualidade vida.

Até a próxima! 🙂

Facebook Comments
membros de um coworking

Quem são os outros membros de um coworking?

coworking

Com a ascensão da competitividade do mercado – e aqui entenda como mercado o todo mesmo. Sem especificação de área – muitas vezes os empresários, as empresas e os próprios profissionais deixam de aprender uns com os outros. Isso por medo de abrir as portas para um possível concorrente. Ou mesmo entregar uma ideia potencial. Este é um dos motivos que fazem com que os membros de um coworking sejam tão essenciais ao sucesso desse modelo de negócio.

Não entendeu muito bem o raciocínio? Vem que queremos falar mais sobre isso.

membros de um coworking

Quem são os outros membros de um coworking?

Sempre falamos aqui das vantagens em aderir a um escritório compartilhado. Seja pela estrutura que oferece, pela praticidade no ir e vir. Seja pela localização ou mesmo pela possibilidade de se conectar a uma pequena amostra do mercado. E é neste ponto que queremos tocar. A pequena amostra do mercado ao qual você tem contato quando se torna um coworker.

Estar em um coworking é colocar em prática aquilo que muitas vezes, presos ao tradicional modelo de trabalho, ficamos limitado. Dentro das quatro paredes da sua empresa não é possível estar em contato com outras áreas de atuação. Ou mesmo se aproximar amigavelmente de um corrente. Mas dentro do coworking a ideia é exatamente o contrário. Nesses escritórios os membros são estimulados a interagirem, conhecer um ao outro, entender seus pontos fortes e aqueles a melhorar e, consequentemente, se ajudarem.

Os outros membros de um coworking pode ser um advogado que vai te auxiliar nas questões jurídicas do seu negócio. Pode ser um professor que vai levar conhecimentos técnicos à sua equipe. Um programador que vai te ajudar a desenvolver um projeto. Um jornalista que vai te ajudar a chegar à imprensa ou mesmo passar contatos importantes da mídia. Enfim, não há um perfil pré-definido, e aí está a maravilha dos coworkings, não há moldes, cada um contribui a seu modo.

membros de um coworking

Diversidade é a alma de um coworking

Definitivamente uma das vantagens de um coworking é reunir em um mesmo local profissionais que têm habilidades diferentes. Já dissemos isto, mas vale repetir. Mesmo que seu colega coworker seja da sua área de atuação, como não se trata de um espaço para vendas, ter outros profissionais do mesmo setor não significa uma concorrência. Pelo contrário, pode ser estimulante o trabalho colaborativo.

Há pessoas que buscam um coworking por realmente não terem um espaço físico. Logo a estrutura em si faz toda a diferença. Tem aqueles que vão pela curiosidade de viver a experiência. Afinal são pessoas de áreas diversas criando e produzindo no mesmo espaço. Tem os que vão em busca de networking (apesar que todos acabam se beneficiando deste benefício),  pois enxergam dentro destes escritórios a possibilidade de fazer parcerias, clientes, sócios e quem sabe estruturar uma equipe.

Sim, a diversidade não está apenas no perfil das pessoas que frequentam os coworkings, mas também nos motivos que levam cada uma até lá. Compartilhar ideias é mais que uma prática dentro desses espaços é uma questão inerente ao espaço que se cria.

Membros de um coworking: físicos e jurídicos

Falando ainda da tal diversidade, não podemos deixar de ressaltar que os membros de um coworking podem ser pessoas físicas ou jurídica. Inclusive, muitas empresas procuram esses espaços como forma de se conectarem ao mercado e suas novas possibilidades. E não estamos falando só de empresas de pequeno porte e iniciantes, mas também de empresas grandes e já conceituadas no mercado.

A procura pelos coworkings podem ir desde a busca por um espaço para transformar em estação de trabalho, quanto para quem quer alugar uma única sala, para uma reunião com o cliente, por exemplo. Democracia é a palavra de ordem, é preciso ter lugar para todas as áreas, todos os perfis. Obviamente uns combinam mais com um estilo de escritório, portanto recorrem as salas privadas ou tem aqueles que preferem o movimento e contato que as bancadas coletivas proporcionam. Tudo vai da necessidade de cada um.

Se você é pessoa física ou jurídica, não importa. Pode procurar um coworking, entender melhor como seus membros utilizam esses espaços e, claro, escolher aquele com o qual mais se identificar para viver esta experiência.

E lembre-se, o tempo que você vai querer contratar fica a seu critério. A flexibilidade de horários e período de “estadia” também é uma das vantagens do negócio.

Experimente e conte sua experiência pra gente!

Até mais! 😉

Facebook Comments